-->

16 de fev de 2016

AUMENTO DOS SUBSÍDIOS DOS VEREADORES???

Corre pelos cantos da cidade "boatos" de que vereadores se preparam para mais um tapa na cara do eleitor com projeto que aumenta os seus subsídios, do prefeito e do vice-prefeito.


PERGUNTAS SURGEM?
1 - VOCE, CONTRIBUINTE, ACHA QUE OS VEREADORES, PREFEITO E VICE-PREFEITO MERECEM AUMENTO?

2 - VOCE, CONTRIBUINTE, ESTÁ SATISFEITO COM OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS SEUS REPRESENTANTES?

3 - VOCE, CONTRIBUINTE,  QUE É O CHEFE DESTA GRANDE EMPRESA PÚBLICA, ACHA QUE SEUS FUNCIONÁRIOS MOSTRARAM, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, ALGUMA PRODUTIVIDADE QUE JUSTIFIQUE AUMENTO MERITOSO?

4 - VOCE, CONTRIBUINTE E CHEFE DOS POLÍTICOS ACHA QUE DEVERIA SER CONSULTADO SE DEVE, PODE OU QUER DAR AUMENTO A ELES?

5 - VOCE, CONTRIBUINTE, ACHA JUSTO QUE SEU FUNCIONÁRIO DECIDA SE ELE MERECE AUMENTO?

6 - SERÁ QUE A PREFEITURA TEM DINHEIRO PARA AGRACIAR POLÍTICOS COM AUMENTO?


Em várias cidades espalhadas pelo país os munícipes tem conseguido reverter os aumentos em diminuição de até 50%:

 
O país atravessa uma enorme crise política, econômica e principalmente de credibilidade causada por maus administradores públicos, corrupção endêmica, políticos que transformaram REPRESENTATIVIDADE em carreira, distorcendo completamente sua função eletiva, fazem pouco caso do contribuinte que passa por dificuldades financeiras, desemprego galopante, sem educação, sem saúde, sem segurança, inflação descontrolada, sem perspectiva alguma.

É incrível a cara de pau destes políticos que ao invés de buscarem soluções só o que fazem é piorar a crise.

Aumento de subsídios é um absurdo num país marcado pelo crescente índice de desemprego, forte recessão, governo federal que não consegue fazer as reformas necessárias para mudar o rumo do país.

Esses políticos que passam o tempo todo tentando convencer as pessoas que são importantes, imprescindíveis, necessários para representação da voz popular, na verdade só o que representam é a estupidez política agravada com a falta de sensibilidade, perspicácia, lucidez frente às necessidades de uma comunidade.

Vereadores inconsequentes, irresponsáveis, insanos, que nada contribuem para o desenvolvimento da cidade, que não fiscalizam o executivo, que não apresentam projetos de interesse popular, que nada fazem além de olhar para os seus próprios umbigos.


Eu gostaria muito de saber como os funcionários públicos municipais vão receber ao aumento dos políticos, será que o reajuste deles será tão generoso, considerando que há anos os funcionários públicos recebem apenas a reposição, nada de aumento real e ainda pago atrasado).

TOMARA SEJA TÃO SOMENTE "BOATOS"

17 de jan de 2016

SER DIFERENTE FAZ A DIFERENÇA

(No caso da nossa cidade, infelizmente, sempre para o pior possível)

Portal da paupérrima cidade Solidão, com área de 138.000 km2, população de 5.900 ORGULHOSOS habitantes, sertão de Pernambuco.

 Simples, porém, em pleno funcionamento.

Portal da nossa paupérrima cidade, com onze vereadores, prefeitura com mais de 500 funcionários (sem considerar os da Tres Rios, Cipas, e outras porcarias mais), 887.000 km2, mais de 20.000 DESOLADOS habitantes (não é possível precisar o número exato de habitantes pois o índice de mortalidade infantil é imenso, comparado somente ao de cidades dos países mais subdesenvolvidos do mundo).


 
Totalmente descaracterizado de sua arquitetura original, uma demonstração de absoluto mau gosto, prova cabal da incompetência administrativa e atualmente, literalmente abandonado.

A diferença para pior são os nossos vereadores e o famigerado prefeito, paupérrimos de ideias, incapazes sequer de copiar de outras cidades aquilo que funciona bem e que nestes últimos três anos não fizeram absolutamente nada, estragaram o pouco que ainda restava e tão somente mamaram seus subsídios sem nenhum pudor.

Logo prefeito e vereadores estarão sepultando os restos mortais da cidade ou no cemitério ou na gigantesca cratera que está se revelando na rua XV de novembro.

Apesar de tudo, logo prefeito e vereadores estarão batendo em nossas portas com suas características caras de pau, esmolando os nossos votos.

2 de jan de 2016

FELIZ 2016 - SERÁ QUE COM ESSE PREFEITO É POSSÍVEL?

Em uma cidade notadamente desgovernada, onde o dinheiro público é literalmente jogado no lixo com execuções de projetos utópicos, mirabolantes, alucinantes, inúteis e desproporcionais às necessidades do município e que tem como consequência, fatalmente, o abandono;



Não seria de se admirar mais uma "conquista" humilhante, negativa, degradante, aviltante, vexatória.

Salesópolis tem a maior taxa de mortalidade infantil da Grande SP

 Leia matéria publicada no portal G1 01/01/2016



 Só resta à população rezar, e com muita fé, para todos os santos da cidade, para que não tenhamos problemas com a criação do mosquito aedes aegypti nos diversos e inúteis espelhos d'água abandonados pela cidade.



SERÁ QUE O NOSSO PREFEITO NÃO SE SENTE NEM UM POUCO ENVERGONHADO?

E OS VEREADORES QUE SÓ ESTÃO LÁ PARA MAMAREM SEUS POUPUDOS SUBSÍDIOS...

TAMBÉM NÃO SENTEM NEM UM PINGO DE VERGONHA?

NÓS NOS ENVERGONHAMOS DO PREFEITO E VEREADORES DA NOSSA CIDADE.
 
2016 será um ano de eleições municipais, vamos aguardar com que cara de pau eles irão esmolar nossos votos.

Seria interessante que os munícipes se atentassem ao relatório de desempenho dos vereadores disponibilizado no site da Câmara Municipal e com certeza, chegarão à conclusão de que assim como aqueles mais de sete mil votos, outros quatro anos de legislatura foram literalmente jogados no lixo e com um agravante, antes eles somavam NOVE agora são ONZE.

POIS É, PRA QUÊ?

20 de dez de 2015

RETRATO DA CIDADE


Outrora, este portal simbolizava uma das belezas com as quais a estância prometia fascinar o turista que o atravessasse.

Quão fotografada foi esta majestosa obra que desde sua inauguração recepcionou o turista com encantamento.

Tempo saudoso que hoje não passa de uma triste lembrança.

Atualmente, a estrutura medíocre em que se transformou não representa absolutamente mais nada senão um verdadeiro monumento a uma crônica falta de competência administrativa, a pouca vergonha, ao desperdício, à absoluta falta de idéias, ao desrespeito, ao descaso, ao desmando, enfim, a tudo de mais nocivo, em todos os sentidos da palavra, que se pode promover em uma administração pública no que se refere a aplicação do dinheiro público.

Prefeito significa chefe da administração, ou seja, aquele cuja função é a de dirigir os negócios públicos, gerir bens.

Não temos um prefeito ocupando o gabinete do chefe do executivo no edifício 28 de Fevereiro.

Temos, sim, uma chicana não só obstando o desenvolvimento da cidade como também dilapidando seus parcos recursos.

Um verdadeiro coveiro preparando a tumba para enterrar o cadáver da cidade.

Não é sem motivo que em algum momento somos noticiados de que alguém que já exerceu o cargo de prefeito prestou, está prestando ou prestará serviços no cemitério local.

Desde aquele prefeito criador do famigerado residencial que se encontra na iminência de ser demolido, passando por outro que presenteava seus vassalos com vales combustível e acabou sendo despojado do poder, outro que deixou uma herança nefasta para o município, até esta criatura que temos hoje, que já foi ex, já foi vice, uma prova cabal e científica de que não temos opção, são sempre os mesmos e quando não, os descendentes deles ocupando algum cargo público-político, o que fatalmente vem nos condenando aos infortúnios que agora nos assolam, a nós e à cidade.

Desde o início desta administração pública não  temos vislumbrado nada que tenha contribuído para o desenvolvimento do município e muito menos para o bem estar da sua população.

Ao contrário e como se não bastasse o símbolo da cidade totalmente descaracterizado de sua arquitetura colonial e abandonado à sorte das intempéries e das possíveis ações de vandalismo, ainda estamos sendo impingidos a conviver com a falta de recursos financeiros, praças públicas, áreas de lazer e pontos turísticos degradados, sujos e mal conservados, educação precária, saúde falida, exemplo, a Santa Casa local sobrevivendo, vergonhosamente, de esmolas.

A única ação da qual o prefeito pode se vangloriar é a de ter abarrotado o quadro de funcionários públicos com servidores nomeados sem nenhum critério e necessidade, transformando a cidade mais pobre de toda a bacia do Tietê em um vergonhoso e escandaloso cabidão de empregos.

Será que este prefeito não sente nenhum tipo de constrangimento?

Será que ainda existe nele o descaramento de intentar concorrer às próximas eleições no ano vindouro?

Será que teremos novamente o desgosto de observarmos, impotentes, mais de sete mil votos sendo literalmente jogados no lixo?

Ironicamente, ainda temos que lembrar da reunião promovida pelo prefeito e seus apaniguados da secretaria de turismo, nas dependências de um dos salões de propriedade da igreja tocadora daqueles malditos sinos azucrinantes, para apresentação do utópico e irrealizável, então enganoso, porém espetaculoso projeto turístico.

Foi só outro delírio dispendioso que sangrou ainda mais os minguados recursos financeiros da tão depauperada comunidade.

Importante observar que o prazo para o término e entrega de mais esta obra inútil e inconsequente já expirou.

 
2016 está se revelando um ano de dificuldades dolorosas com falta de crescimento econômico, aumento da inflação e dos juros e, sobretudo, do desemprego.

Não precisamos nos esforçar nenhum pouco para concluirmos que os repasses de recursos financeiros para o município serão escassos, podendo comprometer de forma rigorosa a dívida mais custosa e onerosa da administração, sua folha de pagamento.

Se os governos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro já não estão conseguindo pagar salários, estes são alguns exemplos notáveis, imaginem nossa pobre cidade com seu imenso e pesado cabide de empregos.

Não devemos ter o mínimo de expectativa de vermos esta obra concluída a qual, fatalmente, terá como destino o mesmo da inútil construção abandonada no Parque das Nascentes do Tietê, porém, com o agravante de se tornar um imenso criadouro do mosquito causador de dengue, chicungunya, zica virus e Guilain Barre, já que o prefeito incluiu no projeto a construção de vários espelhos d'água.



Por força dos últimos ventos ocorridos no município e que derrubaram os tapumes que camuflavam a pouca vergonha, o produto turístico encontra-se aberto à visitação pública, até que algum puxa saco do prefeito corra para esconder novamente o embuste.



Com certeza, o que antes encantava o visitante pela sua beleza agora vai espantá-lo de horror.

Diante de tanto descalabro, nossos vereadores, os quais tem como uma das principais atribuições a de fiscalizar os atos do executivo...